segunda-feira, 25 de julho de 2011

Cinco (5) Anos de Amor a Arte


5 Anos de Amor a Arte


Lev’Arte minha vida, meu amor, minha voz, meu resplendor, em 5 anos me tomaste, educaste e amparaste, em ti sou mais completa, mais mulher, enfim, em ti sou livre assim, humana e superior, sou poesia...”

Disse a poetisa!

Na passada quinta-feira o Movimento Literário Lev’Arte comemorou no The King’s Club o seu Quinto Aniversário, junto de seus membros, amigos e parceiros.

A festa dedicada aos 5 anos consagrados integralmente na arte e na cultura teve início as 19horas e foi alargada até as 22horas, contou com a presença de 130 pessoas na plateia, acomodadas no desconforto devido ao número reduzido de lugares, porém esbanjando sorrisos brancos de alegria e nostalgia. A cobertura do evento ficou a cargo do programa Flash da TPA2.

Em palco fizeram-se presentes os músicos Paulo Matomina, Nilton Setas, Ésio, Wilmar Tembo e Toty,que em seus estilos muito peculiares encantaram o público que os acompanhava sorridente, as talentosas meninas detentoras de belissimas vozes Isa Dina e Sweet Maria que trouxeram a suavidade e o brilho feminino em palco. Os poetas Pedro Belgio, Jojo Mundundi, Marcos Inglês, Sacramento, Dom Afonso de Sá, Teodósio Paulo, Kiocamba Cassua, Poeta África, Kardo Bestilo, Gabriel e Molhado Artes juntaram-se a festa e em suas estrofes profundas, únicas e controversas fizeram subir a temperatura e em pleno cacimbo as palmas das mãos ficaram em brasa. As sedutoras e envolventes poetisas Kátia Santos e Olívia rebentaram o termómetro com tão escaldantes declamações.

O humor também se fez presente com a magnífica actuação do hilariante Timajó vulgo Joãozinho Boca de Cantor levando a plateia ao rubro com suas anedotas e o seu jeito descontraído e carismático de ser.

A rubrica “ mesa bicuda” foi conduzida por Lueji Dharma que com sua simpatia e ginga entrevistou o grande impulsionador deste Movimento, um dos seus co-fundadores e actual Coordenador Geral, o idealista e sonhador, o servo da vida e da arte, ele o coração do Lev’Arte, Kussi Bernardo de pseudónimo Kardo Bestilo. Foi uma entrevista animada e descontraída contudo muito cativante. Kardo retratou a sua história com o Lev’Arte, contou o que é para si ser levarteano, deixou escapar no seu sorriso e olhar o orgulho e a paixão que carrega no peito pelo Movimento, revelou também com grande regozijo as suas expectativas enquanto cavaleiro da arte.

De facto pode considerar-se essa como sendo uma das conversas mais bicudas que a rubrica ja trouxe ao palco, tendo em conta os olhos atentos do público e os aplausos que se seguiram no fim da mesma.

Pouco antes do final, Wilmar Tembo cumpriu com a tradição subindo ao palco para entoar ao lado de todos os membros e amigos do Lev’Arte o tão aclamado hino do Movimento. Este foi sem sombras de dúvidas o momento mais alto da noite, podia-se sentir a excitação que fluia e a alegria que saltava dos olhos Levarteanos tal como as suas mãos que vibravam entrelaçadas para marcar a irmandade que os une e o amor pela arte que os move.

Para fechar, o corte do bolo e o brinde, todos a volta de uma mesa para cantar os parabéns e apagar as 5 velinhas que simbolizam a concretização de um sonho e a ousadia de quem ama e o faz incondicinalmente, com entrega, sem hesitação e sobre todos os eventuais impedimentos.

Assim fez o Lev’Arte acontecer arte no seu aniversário oferecendo a sua maravilhosa plateia, aquela que é alvo de todo o seu trabalho e dedicação, uma noite repleta de surpresas, calor e emoção.

Mira Clock

22/07/2011

1 comentário:

Pamela Chris disse...

Livro – O Reino de Milian
Sinopse
A guerra dos três Reinos já preocupava Ana e sua mãe antes mesmo de David, um garoto do Reino inimigo, chegar. A partir daí Ana vê sua vida mudada. Juntamente com alguns amigos ela deve viajar entre os Reinos, mesmo com o perigo da guerra, e efetuar uma missão nobre. Uma missão que poderia trazer de volta a paz, a alegria que uma guerra de vinte anos tirou. Uma missão que uniria Milian novamente.
E Ana está disposta a isso, mesmo que signifique que ela pode não voltar viva.

Gostou? Então dá uma olhada no blog do livro: http://www.oreinodemilian.blogspot.com
;)
BJS