segunda-feira, 9 de abril de 2012

"O Desabrochar de Mira Clock"

Poesia, uma das mais belas e delicadas artes. Expressão de sentimentos, emoções, e de tudo ou quase tudo o que a vida tem para nos ensinar e oferecer. Nas entrelinhas, a verdade dita em mentiras... ou será ao contrário?
Mostrar o outro lado da moeda, num mundo de dualidades aonde tudo é possível sem perder a essência, o amor, o carinho, mas a cima de tudo a simplicidade.
"Desabrochar" , foi assim que Mira Clock, pseudónimo de Ana Zulmira da Silva Ramalheira, resolveu embarcar no mundo da literatura e traduzir em palavras, as emoções e  os sentimentos que quando bem enquadrados são capazes de agradar a gregos e a troianos.
Uma viagem alucinante pelo mundo da leitura, que desperta em nós tudo o que há de melhor. Traduzindo a leveza de uma menina e a segurança de uma mulher.
Membro do Movimento Literário Lev'arte Angola, Mira Clock vem com esta obra mostrar que a idade nunca foi um impedimento para se fazer arte e que sempre há tempo para correr atrás dos nossos sonhos... E assim, como uma flor, dá ao mundo a conhecer, o seu talento e a sua paixão pela poesia.
Surge aqui então, o convite para apreciar, aprender e quem sabe, evoluir o nosso emocional...
E como diz Anatole France: "É acreditando nas flores que as fazemos desabrochar".

Ottoniela Bezerra

4 comentários:

Mira Clock disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mira Clock disse...

O texto ficou muito bonito, obrigada Otto, e a todos os meus irmãos de arte! Juntos faremos acontecer!

Otchiri disse...

Quero tanto este livro mas não como fazer para encontrar cá em Benguela

Otchiri disse...

Podem dizer-me onde está a venda cá em benguela???