terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

DIREITO COSTUMEIRO E PODER TRADICIONAL DOS POVOS DE ANGOLA

A Mayamba Editora anuncia o lançamento, dia 11 de Fevereiro, às 18H00, no Hall do BPC - Banco de Poupança e Crédito, à marginal de Luanda, do livro DIREITO COSTUMEIRO E PODER TRADICIONAL DOS POVOS DE ANGOLA, de autoria do investigador Chicoadão.

A apresentação da obra estará a cargo da antropóloga Ana Maria de Oliveira, ex-Ministra da Cultura.

Segue em anexo o CONVITE, embora seja um ACTO aberto a todos os que se interessam pelo pensamento histórico-jurídico e sociológico angolano.

SINTA-SE CONVIDADO!

Características do livro:

360 páginas

Prefácios de

Lucas Mbengui Ngonda, sociólogo

Luiz Joaquim Manuel da Costa, filósofo

Colecção: Kunyonga

Formato: 15,5 x 23 cm

ISBN 978-989-8370-28-0

PVP: Kz 4.000,00

Contactos da Mayamba Editora:

931 930 264 (Área Comercial)

931 930 265 (Área de Marketing)

Sobre o Livro:

 

Direito Costumeiro e Poder Tradicional dos Povos de Angola é um  livro, ímpar, inédito no seu género e abordagem, pretende restituir o direito das gentes com base nos seus usos, costumes e suas práticas tradicionais, as quais devem repercutir-se no comportamento daqueles que têm a tarefa de dizer o direito e de interpretar a norma jurídica, cujos procedimentos não são adequados às regras do direito positivo herdado do sistema colonial, tendo em consideração, para o ordenamento jurídico africano, as suas fontes na cultura nacional.

É um pequeno Tratado que traz consigo uma antropologia jurídica informal para servir aqueles que falam, escrevem, julgam e condenam em nome de um povo e de um direito que, às vezes, mal conhecem os contornos do seu pensamento, usos e costumes.

O livro é um contributo relevante à reflexão, ainda em curso, sobre as identidades etnolinguísticas e culturais dos povos de Angola e especialmente sobre o papel das Autoridades Tradicionais no contexto de Angola de hoje.

Público alvo: Docentes e discentes das Faculdades de Direito, das Ciências Sociais, latu sensu, advogados, juristas, órgãos policiais, administração pública.

Sobre o autor:

Chicoadão é pseudónimo de António Francisco Cortez, que o utiliza em memória de seu pai. É licenciado em Direito pela Universidade Jean Piaget de Angola.

É autor das seguintes obras: As Origens do Fenómeno Kamutukuleni e o Direito Costumeiro Aplicável: alguns aspectos da etnografia angolense (ed. Instituto Piaget, 2005); Angola ... Ontem!!! – Cronologia de Passos a caminho da libertação, Vol I (ed. Nzila, 2007) e Pontos nos III’s, 2 volumes (ed. Nzila, 2006).

Sem comentários: